Irreverência, humor, criatividade, non-sense, ousadia, experimentalismo. Mas tudo pode aparecer aqui. E as coisas sérias também. O futuro dirá se valeu a pena...ou melhor seria ter estado quietinho, preso por uma camisa de forças!
Sábado, 1 de Março de 2008
Sentido

O homem era forte como uma formiga e valente como uma hiena.

Partiu determinado a encarar olhos nos olhos o seu novo inimigo seguindo o sentido indicado pelas setas nas ruas e estradas. Mas perdeu-se e, depois de andar por cem sentidos à deriva, o seu sentido de orientação fê-lo retomar o sentido correcto e prosseguiu perguntando a este e àquele por que percurso devia seguir a sua marcha.

Andou, andou, andou…até que chegou junto do velho de 80 anos que queria enfrentar.

Mas o seu novo velho inimigo (ou velho novo inimigo?) esperava-o em trajo guerreiro armado de uma fisga de última geração, com um aspecto podre e um cheiro fedorento, mas com os cinco sentidos bem despertos.

O recém-chegado começou por se rir à gargalhada, mas uma pedra certeira lançada pelo David fê-lo cair sem sentidos depois de ter sentido uma dor aguda na cabeça.

Peço desculpa pela falta de sentido deste texto, mas eu ando muito sentido porque a minha mulher me quer manter em sentido e, para mim, fazer sentido chegou enquanto andei na tropa.

Agora faz sentido tentar perceber a moral da história: pensem e cheguem às vossas conclusões.

E, se quiserem, digam o que lhes aprouver…mas com sentido!



publicado por António às 14:55
link do post | comentar | favorito
|

24 comentários:
De wind a 1 de Março de 2008 às 19:35
Gargalhadas. só tu para deixares um texto assim.
Completo non sense:)))
Beijos


De António a 2 de Março de 2008 às 09:58
Olá, Isabel!
As pessoas não querem ler textos longos.
A minha vontade de escrever vai rareando.
Recorro a uns textozinhos de baixa qualidade e que dão pouco trabalho...

Beijinhos


De leonoreta a 1 de Março de 2008 às 19:52
moral da historia:a palavra sentido tem muitos sentidos e pela dubia interpretaçao que a lingua portuguesa oferece é preciso ter muito cuidado com ela quando empregue com certos sentidos.
ainda vais tendo imaginação. eu é que nicles...
beijinhos


De António a 2 de Março de 2008 às 10:00
Olá, Leonor!
A imaginacão e a vontade vão fenecendo...
A minha carreira literária (ihihihih) aproxima-se rapidamente do fim!

Beijinhos


De leonoreta a 2 de Março de 2008 às 14:55
oh meu deus do céu. que choradeira vai para ai no final do inverno. sabes que a primavera traz novas ideias ao espirito?
se fosses meu aluno sacudia-te os ombros. e ficavas de castigo no intervalo.
beijinhos


De António a 2 de Março de 2008 às 15:04
Como não chove tenho de chorar para ver se não há tantos fogos florestais...ihihihih

Beijos


De criancices a 2 de Março de 2008 às 15:40
Olá António, mais uma história engraçada....não tenho tido tempo para passar por aqui, é a verdade....
meti-me num doutoramento e não tenho tempo para nada!

Gostei de passar por aqui, RS.


De António a 3 de Março de 2008 às 12:48
Olá, futura doutora Rosa!
Obrigado pela visita.

Beijos


De Maria Papoila a 2 de Março de 2008 às 20:58
Querido António:
Um texto sem sentido? Um texto com pelo menos um sentido--- humor refinado a que já nos habituaste.
Beijos


De António a 3 de Março de 2008 às 12:50
Olá, Papoila querida!
Obrigado pela visita.
Humor refinado?
Só conheço o sal refinado...ihihihih

Beijinhos


De sophiamar a 3 de Março de 2008 às 17:33
Depois de ter lido e relido o post, pensei: o meu amigo António ficou assustado e perdeu o sentido. Agora meteu-se em cem caminhos com medo daquela que o quer pôr em sentido. E, já agora, pode-se saber porquê? Querem ver que o Toninho endiabrado dos três quatro anos regressou? Se assim foi, tens mesmo de estar sob a sua orientação.
E agora a sério, deixa-te de queixumes e toca a escrever que jeitinho não te falta. Nem sequer as palavras. Toca a marchar!

Beijinhosssss


De António a 3 de Março de 2008 às 18:31
Olá, Isabel!
Não tenho vontade de escrever.
O David Lean, depois de ter realizado o notável filme "A filha de Ryan" e de ter sido arrasado pela crítica, esteve 15 anos sem filmar.
Ao fim desse tempo fez "Passagem para a Índia" tendo ganho vários Oscares.

Pausar é preciso....

Beijinhos


De sophiamar a 3 de Março de 2008 às 18:47
António,Querido Amigo!

Qual pausar nem pausar! Pousa na net, aponta os dedos e escreve. Tens todas as razões e mais uma para o fazer. Havia tanta gente a gostar de ti. Se passares por aí a visitar os blogues antigos, reencontras os amigos todos. Sobretudo as amigas.
Processo criativo em marcha, Fizeste postes comoventes, humorísticos, realistas...enfim, de tudo um pouco. Vamos lá!

Olha, adorei A Filha de Ryan. Há críticos para tudo.
Beijinhossssss


De António a 3 de Março de 2008 às 21:36
Minha querida!
Quer os amigos quer os "amigos" desapareceram quasi todos.
E digo-te mais: estou muito mais perto de fechar os blogs do que de continuar a escrever.
Há um tempo para tudo e o tempo dos meus blogs passou.
C'est la vie...

Beijinhos


De Paula Raposo a 4 de Março de 2008 às 12:27
Como o meu sentido anda muito, mas muito por baixo a todos os níveis, desculpa não poder dizer algo com sentido algum...ficamos por aqui. Beijos.


De António a 4 de Março de 2008 às 12:48
Mas podes dizer que o texto é uma merda porque é mesmo...ah ah ah

Beijinhos


De Maria a 4 de Março de 2008 às 19:05
Será que é algum virus que eu ando para aqui a espalhar sem me dar conta? é que os meus blogs favoritos estão todos a desaparecer ou a entrar em pausas sabáticas...


De António a 4 de Março de 2008 às 21:20
Minha amiga!
Há um tempo para tudo.
Há o nascer, o crescer e o morrer...

Beijo


De Sutra a 5 de Março de 2008 às 15:04
Mas que aparente falta de sentido, que faz todo o sentidos a quem não perdeu ainda os sentidos.

António, estás bem ou é só o anúncio da Primavera? ;-)

Bj doce


De António a 5 de Março de 2008 às 18:03
Estou mal!

Beijinhos


De Peter15 a 7 de Março de 2008 às 10:33
No estado sem sentido a que chegámos, o que faz sentido são as coisas sem sentido...


De António a 7 de Março de 2008 às 14:47
Faça favor de se pôr em sentido senão ainda fica sem sentidos.
E depois não fique sentido comigo...

Abraço


Comentar post

Mais sobre mim
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Este parte, aquele parte....

As fotos de 21 de Maio de...

O 21 de Maio de 2011

O meu terceiro livro (IV)

O meu terceiro livro (III...

O meu terceiro livro (II)

O meu terceiro livro (I)

É dos carecas que elas go...

Três meses depois...

As fotos de 15 de Maio de...

Arquivos

Maio 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Outubro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Outros blogs
Pesquisar neste blog
 
Visitantes
Hit Counter
Free Counter