Irreverência, humor, criatividade, non-sense, ousadia, experimentalismo. Mas tudo pode aparecer aqui. E as coisas sérias também. O futuro dirá se valeu a pena...ou melhor seria ter estado quietinho, preso por uma camisa de forças!
Quarta-feira, 19 de Março de 2008
Este parte, aquele parte... (II)

Este parte,
Aquele parte,
E todos, todos se vão...


Escolhi os primeiros versos do poema de Rosália de Castro que, musicado por José Niza e cantado por Adriano Correia de Oliveira se tornou famoso em Portugal com o nome de “Cantar de emigração”, para título de posts que dedique a amigos que me vão deixando, numa viagem sem retorno.

Até ser eu a partir...

O Max era uma personalidade invulgar.

Conheci-o em Fevereiro de 1974 quando cheguei à messe dos oficiais da Armada, em Luanda.

Era o oficial da Reserva Naval mais conhecido em Angola.

Era mais velho 3 anos do que eu, licenciado em Direito e já divorciado.

Dependia do Comandante Naval da então província ultramarina e era o responsável pelas questões jurídicas.

Inteligência brilhante, raciocínio veloz, competência técnica, boa disposição permanente, grande conversador, capacidade de liderança, enorme sociabilidade e sem papas na língua.

Estas eram algumas características que mais ressaltavam nesse jovem razoavelmente alto e bastante magro, olhar vivo, amigo do amigo, esquerdista, solidário, fanático da justiça e da honestidade.

Também havia quem dele não gostasse…mas não se pode agradar a todos!

Convivi muito com ele até ao seu regresso a Lisboa em 1975.

 

Só o voltei a encontrar num verão (talvez o de 77 ou 78) em Caminha.

Dizia ele, com a sua graça habitual:

“Vim apreciar o Minho e encontrei-o descaracterizado. Só se vêem as horrorosas mesons cheias de fenetras dos emigrantes”.

Mas, cá de longe, acompanhei a sua brilhante carreira nomeadamente como Procurador-geral da República (adjunto) e como o primeiro Inspector-Geral da Administração Interna.

 

O António Henrique Rodrigues Maximiano nasceu em 26 de Setembro de 1946 e faleceu no dia 16 de Março de 2008, de doença prolongada.

 

Jamais te esquecerei, Max!



publicado por António às 15:26
link do post | comentar | favorito
|

21 comentários:
De leonoreta a 20 de Março de 2008 às 14:08
a letra da canção apesar de se aplicar ao teu contexto tem outro sentido. mas está bem aproveitado.
oscar wilde dizia que as pessoas encontram-se em 3 momentos das suas vidas
quando sao pequenas nos aniversarios
quando sao grandes nos casamentos
e quando sao velhas nos funerais.
estou a aprender a viver um dia de cada vez ate chegar o dia. é um grande esforço.
beijinhos


De António a 20 de Março de 2008 às 15:16
Eu sei, Leonor!
É uma balada sobre a emigração.
Mas os versos iniciais ajustam-se bem ao meu propósito.
A frase do Oscar Wilde tem bastante justeza.
Mas o pior que se pode fazer é envelhecer a pensar na morte.
Vivamos!

Beijinhos


De Vanda a 20 de Março de 2008 às 20:16
Bela homenagem a um antigo companheiro....
Vanda


De António a 20 de Março de 2008 às 21:19
...e grande homem!

Beijinhos


De wind a 20 de Março de 2008 às 22:30
Sinceramente António estou desiludida com os teus últimos textos.
Além de serem pequenos, acabam sem jeito nenhum.
Desculpa, mas é o que sinto.
Beijos


De António a 21 de Março de 2008 às 09:04
Isto é uma homenagem a um amigo que acaba de falecer...

Beijos


De Maria a 21 de Março de 2008 às 01:46
Gostei da historia (como sempre)
E achei piada, em fevereiro de 74 eu tambem circulava por uma messe em Luanda mas era mais a messe dos sargentos da Armada


De António a 21 de Março de 2008 às 09:07
A messe dos sargentos ficava próximo da dos oficiais.
Passei lá à porta muitas vezes.

Beijos


De Peter15 a 21 de Março de 2008 às 10:22
Bonita homenagem a um amigo e antigo camarada que, segundo o consenso, parece ter sido uma figura notável na vida portuguesa.
Que tenhas uma Boa Páscoa.

Peter


De António a 21 de Março de 2008 às 12:34
Obrigado, Peter!
Páscoa Feliz!

Abraço


De Paula Raposo a 23 de Março de 2008 às 08:18
É sempre triste perder um amigo. Ficam as saudades e permanência em nós...beijos.


De António a 23 de Março de 2008 às 09:16
Totalmente de acordo, Paulinha!
Beijinhos para ti


De criancices a 23 de Março de 2008 às 12:13
Olá António.
Este texto é uma bela homenagem que fazes a um amigo. Quando recordamos alguém e esse alguém é especial para nós, nunca morre no nosso coração....está lá num cantinho mas vivo. Continua a fazer parte de nós.
Uma Santa Páscoa, Antonio.
Bjinhos, RS.


De António a 23 de Março de 2008 às 14:41
Obrigado pela visita, Rosa!

Beijinhos


De sophiamar a 25 de Março de 2008 às 11:22
É a lei da vida, António!
Hoje, uns, amanhã ,outros... um dia, nós!

Mas que dói, lá disso nenhum de nós tem duvidas.

Os amigos ficam! No coração, para sempre.

Como tu próprio dizes ao Max.

Beijinhosssss


De António a 25 de Março de 2008 às 12:38
Pois...
C'est la vie!

Je t'embrasse


De António a 25 de Março de 2008 às 12:39
Pois...
C'est la vie!

Je t'embrasse


De Anónimo a 26 de Março de 2008 às 23:24
Inteligência brilhante, raciocínio veloz, competência técnica, boa disposição permanente, grande conversador, capacidade de liderança, enorme sociabilidade e sem papas na língua...
medrem mais homens assim, ...

beijo apertado *ap


De António a 27 de Março de 2008 às 12:49
Ahhh...
És tu, priminha!
Bem aparecida!

Beijinhos


De apps a 27 de Março de 2008 às 23:23
ah, estava "anónimo"... nao mais, nao mais...
beijo e rebeijo *ap

já tinha saudades...


De António a 28 de Março de 2008 às 09:03
Mas assinaste!
Beijos apertados


Comentar post

Mais sobre mim
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Este parte, aquele parte....

As fotos de 21 de Maio de...

O 21 de Maio de 2011

O meu terceiro livro (IV)

O meu terceiro livro (III...

O meu terceiro livro (II)

O meu terceiro livro (I)

É dos carecas que elas go...

Três meses depois...

As fotos de 15 de Maio de...

Arquivos

Maio 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Outubro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Outros blogs
Pesquisar neste blog
 
Visitantes
Hit Counter
Free Counter