Irreverência, humor, criatividade, non-sense, ousadia, experimentalismo. Mas tudo pode aparecer aqui. E as coisas sérias também. O futuro dirá se valeu a pena...ou melhor seria ter estado quietinho, preso por uma camisa de forças!
Sábado, 24 de Janeiro de 2009
O meu primeiro livro (X)

Esta manhã recebi uma mensagem escrita no meu telemóvel (e proveniente do sócio da minha editora com quem sempre tratei dos assuntos durante todo este tempo) que, essencialmente, dizia que a firma que editou o meu livro

 
Pelos Trilhos do Betão e outros contos
    
ia fechar.
 
Não gostei de o saber, obviamente.
Procurei contactar por telefone a referida pessoa mas sem sucesso. Portanto, não vos posso dizer mais nada, salvo ter verificado que já não existe o site da sociedade.
Para já, solicito que quando quiserem saber informações ou encomendar o livro se me dirijam para
 
a.castilho.dias@netcabo.pt

 

Devo dizer que falta vender menos de um terço da edição e que, neste momento, só tenho em meu poder uma quinzena de exemplares.

 
Quando tiver mais novidades sobre este tema deixarei aqui nota delas.
 
Entretanto, vou começar a procurar um editor para o meu segundo livro de contos que tenciono publicar em Outubro de 2009.
 
Como gosto de dizer:
 
Siga a banda e toca a música…

 

 


publicado por António às 19:00
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|

Domingo, 18 de Janeiro de 2009
Eu... poeta não sou... (IV)

 

Navegador eu sou

Há muito, muito tempo
Atravessei a vida
Senti perto a morte
Às vezes tive azar
E outras boa sorte
Em salsos oceanos
Amei e fui amado
Durante muitos anos
Enganei, magoei,
Também ferido fui
O mar ficou vermelho
O barco prosseguiu
Mas sempre fundeou
Em seguros abrigos
Encontrei amigos
De piratas fugi
Com tempo bonançoso
Ou louca ventania
Mas sempre a navegar
As vagas a galgar
A cara levantada
Olhar no infinito
Talvez a vida acabe
Sob uma tempestade
Ou num dia de sol
E grande calmaria


publicado por António às 14:58
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
|

Domingo, 11 de Janeiro de 2009
Eu... poeta não sou... (III)

 

Sussurro baixinho

Mesmo ao teu ouvido
Um som delicado
Em fá sustenido.
Toco com meus dedos
Teus olhos cerrados
Que depois de abertos
Eu vejo molhados
E com um tal brilho
Que são como estrelas
Sorrindo para mim.
Coloco os meus lábios
Na boca rosada
Dela sai um som
Que decifro assim:
Ai como é bom!
Toco no teu seio
Notas que não são
Graves nem agudas
Antes sons suaves
Das teclas do meio.
Afago teu ventre
Acarinho as coxas
Simulo harpejos
Que em ti provocam
Todos os desejos.
Meus dedos descobrem
Teu lugar oculto
Tapado por redes
Em cujas paredes
Escorre a seiva
Das delícias mil
E logo depois
Ouço um madrigal
Que é afinal
Teu grito gemido
De prazer final.
 
 
Quando te busquei
Olhando para o lado
E eu te não vi
Então percebi
Que estava só.
Contigo sonhara
De mim tive dó.
Fiquei defraudado!
Então perguntei-me:
Como foi possível
Estando tão longe
Teres gerado em mim
Uma tão potente
E longa erecção
Que foi acabar
Numa erupção
De amor solitário.
 
Triste decepção!


publicado por António às 22:51
link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito
|

Domingo, 4 de Janeiro de 2009
Eu... poeta não sou... (II)

Ai o amor…o amor…

Começa com um beijo
Uma flor
E acaba com queixumes
E muita dor


publicado por António às 10:04
link do post | comentar | ver comentários (33) | favorito
|

Mais sobre mim
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Este parte, aquele parte....

As fotos de 21 de Maio de...

O 21 de Maio de 2011

O meu terceiro livro (IV)

O meu terceiro livro (III...

O meu terceiro livro (II)

O meu terceiro livro (I)

É dos carecas que elas go...

Três meses depois...

As fotos de 15 de Maio de...

Arquivos

Maio 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Outubro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Outros blogs
Pesquisar neste blog
 
Visitantes
Hit Counter
Free Counter