Irreverência, humor, criatividade, non-sense, ousadia, experimentalismo. Mas tudo pode aparecer aqui. E as coisas sérias também. O futuro dirá se valeu a pena...ou melhor seria ter estado quietinho, preso por uma camisa de forças!
Sábado, 7 de Fevereiro de 2009
Eu... poeta não sou... (V)

Sei que te quero

Mas não sei

Como te hei-de ter

Já pensei

O que tinha a pensar

Agora resta esperar

O que vai acontecer

E mais não te sei dizer

Só que te quero

Muito, muito, muito...

 



publicado por António às 14:40
link do post | comentar | favorito
|

26 comentários:
De Paula Raposo a 7 de Fevereiro de 2009 às 21:24
A poesia não o teu forte...beijos.


De Paula Raposo a 7 de Fevereiro de 2009 às 21:26
Faltou-me uma palavra 'é'. A poesia náo é o teu forte. Beijos.


De António a 8 de Fevereiro de 2009 às 09:00
Olá, Paulinha querida!
Mas isso eu sei desde sempre...
Todavia, apetece-me fazer umas coisas parecidas com poemas, e faço...ah ah ah

Beijinhos


De primavera a 8 de Fevereiro de 2009 às 10:19
O tempo vai dizer-te!
Querer é poder. Contudo...

Beijinho


De António a 8 de Fevereiro de 2009 às 14:06
Mas...porém...todavia...contudo...ah ah ah

Beijinhos


De leonoreta a 8 de Fevereiro de 2009 às 10:35
ola antonio
olha que poema tão lindinho!
é uma declaração de amor e peras.
as linhas traçadas revelam uma luta contra o destino que nao se quer fazer valer aos desejos do poeta.........
acho que ainda nao perdi o jeito de comentar....
olha, com jeito ou nao para a poesia continua mais que nao seja para nos termos uma desculpa para falarmos uns com os outros
beijinhos


De António a 8 de Fevereiro de 2009 às 14:08
Obrigado pela tua benevolência, minha querida!

Beijinhos ternos


De Gisela a 8 de Fevereiro de 2009 às 11:37
É que querer é como sonhar,

é o primeiro passo para fazer.

Pôr em prática é conseguir.

O resto só Deus sabe ...

Beijinhos


De António a 8 de Fevereiro de 2009 às 14:11
Se Deus sabe porque não me diz?
ihihihih
Vês como sou mauzinho?

Obrigado, minha querida!

Beijinhos poéticos


De KI a 9 de Fevereiro de 2009 às 15:48
Olá António, que giro o poema pela simplicidade. E que nada mais é que descobrir :)
Sei que n tenho comentado, mas vou lendo e se n dei na altura, parabéns pelo seu livro!
Ab.


De António a 9 de Fevereiro de 2009 às 18:38
Obrigado, minha querida!

Agora ando mais preocupado com a publicação e venda dos textos que fui escrevendo ao longo de vários anos.

Eu tenho a noção exacta que não tenho veia de poeta...mas apetece-me por aqui umas coisitas...e ponho...ah ah ah

Tudo bem contigo?

Beijinhos


De wind a 9 de Fevereiro de 2009 às 23:51
Um poema de adolescente:)))))
Beijos


De António a 10 de Fevereiro de 2009 às 08:37
Bem visto!
Não tinha reparado nisso...eh eh

Beijinhos


De Graça Castro a 12 de Fevereiro de 2009 às 10:47
É na tua simplicidade de expressão que reside o encanto do que escreves!
Como disse Quintana:
"Essa idade tão fugaz na Vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa"
Por isso, sê feliz HOJE e continua...
Gostei mesmo
Beijinhos
:)


De António a 12 de Fevereiro de 2009 às 12:38
És uma querida, Gracinha!

Beijos ternos


De Graça Castro a 13 de Fevereiro de 2009 às 09:38
Oh!
Afinal já está apagada a asneira, continuo a ser querida...uaaauuuu
:)
Somos todos uns queridos!
E babada...valem-me os babetes das netas!
Beijinhos nesta sexta feira 13
:)


De António a 13 de Fevereiro de 2009 às 12:54
Áchas que tenho jeito para padre?
Com tanto amor para dar, começo a pensar que sim...ah ah ah

Beijinhos


De Graça Castro a 13 de Fevereiro de 2009 às 13:22
Ahahaha
Jeito para padre???
Tu tens é de distribuir esse Amor todo, mas não sejas "um pinga Amor"
eheheh
Publicamente, assume-te
:)
Gostei essencialmente do "Áchas" com chapelinho, deve ser do Sol que faz hoje...
Beijocas
:)


De António a 13 de Fevereiro de 2009 às 14:21
Áchas foi um erro dactilogáfico, claro!
Mas depois não fui emendar pois dá bastante trabalho e agora tenho de me poupar porque são um sénior...ah ah ah

Beijinhos


De António a 13 de Fevereiro de 2009 às 14:21
são=sou

uffff....


De Graça Castro a 13 de Fevereiro de 2009 às 19:20
LOL
Escusavas de ter ficado tão nervoso, oh reformado, afinal eu, também "são" ...
eheheh
PAZ...
beijinhos
:)


De António a 14 de Fevereiro de 2009 às 13:05
Namora muito, hoje...ah ah ah

Beijos ternos


De Graça Castro a 14 de Fevereiro de 2009 às 13:22
:)
Gostei dessa...
Vale mais um BOM AMIGO...
Tem um dia bonito e ama, ama muito...
Beijo no teu coração
:)


De A.S. a 18 de Fevereiro de 2009 às 13:38
Eu sabia!... Há sempre um poeta dentro de nós...

Um abraço

Albino Santos


De António a 18 de Fevereiro de 2009 às 14:49
Mas eu não sou poeta...ah ah ah

Abraço


Comentar post

Mais sobre mim
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Este parte, aquele parte....

As fotos de 21 de Maio de...

O 21 de Maio de 2011

O meu terceiro livro (IV)

O meu terceiro livro (III...

O meu terceiro livro (II)

O meu terceiro livro (I)

É dos carecas que elas go...

Três meses depois...

As fotos de 15 de Maio de...

Arquivos

Maio 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Outubro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Outros blogs
Pesquisar neste blog
 
Visitantes
Hit Counter
Free Counter